A catequese semeada em terra boa

O Congresso de Gestão Eclesial, CONAGE, de 2018 abre caminho para a reflexão sobre a urgência para a formação dos agentes que se comprometem com a missão catequética nas paróquias e comunidades. Sabemos que o itinerário da fé cristã é feito da escuta da palavra, da introdução na vida litúrgica, o testemunho de vida e do serviço aos irmãos, cultivando as atitudes de um seguidor de Jesus, educando-se a vida eclesial, aberto e despertando o espírito missionário. O objetivo comum dos gestores paroquiais e agentes da catequese é o levar uma integração na comunidade eclesial e, dentro dela, a uma celebração alegre da fé.

Nesse sentido, é importante que haja e promova uma aprendizagem que envolva a pessoa toda, um itinerário progressivo e gradual. E segundo Pe. Paulo Gil, que dia 16 de agosto apresentará sua palestra no 14º CONAGE em Aparecida, esclarece que “é urgente investir numa adequada formação de agentes de pastoral considerando elementos fundamentais para a animação da ação evangelizadora. Tal urgência continua a nos interpelar, pois nos convida a refletir sobre a força da Palavra de Deus, a experiência do encontro transformador com Jesus Cristo no dom da gratuidade e missionariedade”.

E com essa animação é fundamental ser aplicada no trabalho e missão dos catequistas, porque são estes agentes que fazem da comunidade eclesial esse encontro de fé onde crianças, adolescentes e adultos são inseridos na vida cristã como recomenda a Catequese Renovada. Portanto, é importante refletir sobre a ação pastoral como expressão da fé vivida e anunciada que se realiza com comportamentos humanos que podem ser aprimorados e fundamentados em capacidades e atitudes eficazes e eficientes.

Últimos Artigos

Faça um comentário

Contact Us

We're not around right now. But you can send us an email and we'll get back to you, asap.

Digite e aperte Enter para procurar